FLORAIS

Para compreender o poder dos florais para transformar as emoções

é preciso compreender como surgiram,
através do legado do Dr. Bach

.

DR EDWARD BACH
SUA ORIGEM E SUAS CRENÇAS

Utilizamos como uma terapia complementar a outras que utilizamos.

.

 

FLORAIS  DE  BACH

 Eles funcionam mesmo? 

Você sabe o que são florais de Bach? Essas gotas terapêuticas foram desenvolvidas na década de 1920, por um médico inglês, e são usadas até hoje pela medicina complementar para tratar diversos males de origem emocional.

Continue lendo para conhecer a origem dos florais de Bach, entender como funcionam, quais são as principais essências, para que servem e o que a ciência diz sobre esse método natural de cura. Boa leitura!

Para uma prescrição mais certeira e eficaz, recomenda-se sempre a Orientação de um terapeuta floral com treinamento e certificação, pois estará aparelhado com técnicas que permitem um diagnóstico preciso e uma sequência passo a passo para alcançar os objetivos de maneira mais completa.

 

O Dr. Edward Bach nasceu em 1886,na Inglaterra.
Desde criança demonstrou grande amor pela natureza. 
Partiu em 1936. deixando um grande legado.

Aos 20 anos, ingressou na Faculdade de Medicina e após a conclusão do curso, especializou-se em bacteriologia, imunologia e saúde pública. 

Foi pioneiro na área das vacinas. Desenvolveu vacinas conhecidas como “Nosódios de Bach”, utilizadas com grande sucesso no tratamento de doenças intestinais.

Em 1919, passou a trabalhar como patologista e bacteriologista do Hospital Homeopático de Londres, onde pôde desenvolver suas próprias ideias sobre homeopatia. 

Em 1929, já um médico respeitado em toda a Europa, o Dr. Bach perdeu sua esposa  e desenvolveu uma doença diagnosticada como câncer, sendo lhe dado apenas mais três meses de vida. 

Edward Bach não se conformou com o diagnóstico, mudou-se para o campo e foi procurar respostas na natureza. 

Começou a desenvolver uma teoria que sugeria que as doenças eram consequência da desarmonia entre mente e corpo, devido à presença de energia negativa. 

Os sintomas de uma doença seriam a expressão externa, a manifestação de um estado emocional negativo.

Passou então a desenvolver um método natural de cura, que retirava energia positiva da natureza, utilizando flores, arbustos e até árvores para estimular o potencial de autocura que existe nas pessoas.

Entre 1930 e 1934, descobriu os 38 remédios florais e escreveu os fundamentos de sua nova medicina publicados no livro “Heal Thyself“.

De volta à cidade, curado, o Dr. Bach pôde verificar a eficácia de suas essências florais e a ajuda que elas poderiam proporcionar a doenças de origem emocional.

Passou a observar que o mesmo tratamento, aplicado a pessoas diferentes, nem sempre surtia o mesmo efeito.

Observou ainda que medicamentos eficazes para alguns, nem sempre atuavam em outros, e que pacientes com temperamento similares se curavam com remédios também similares. 

Ficou evidente a importância da índole do doente e que esta tinha influência no tratamento a ser ministrado. 

 

Para Bach, o importante é tratar a personalidade da pessoa e não a doença em si, pois considerava ser a doença um conflito entre a alma e a personalidade. 

Além disso, enxergava o sofrimento como uma lição para nos corrigir e colocar no caminho certo. 

O Dr. Bach morreu em 1936, aos 50 anos de idade, deixando com o seu trabalho as essências florais que são utilizadas até hoje. 

Seus colaboradores deram continuidade ao seu trabalho com a criação do “The Bach Centre”. O seu método terapêutico, entretanto, ainda não foi aceito pela medicina tradicional.

Classificou então as pessoas em 7 grupos diferentes, em função das características de comportamento: 

Veja os florais específicos abaixo
  • Desespero, 
  • Desinteresse, 
  • Incerteza, 
  • Medo, 
  • Preocupação excessiva, 
  • Influenciável demais
  • e Solidão.

     

                               O que são florais de Bach?

Os florais de Bach são essências energéticas, extraídas de flores silvestres, usados como um método seguro e natural de tratamento. Tem como objetivo transformar estados emocionais negativos em positivos, através da “lei dos opostos” como era denominado por Bach. Dizia que podemos transformar tristeza em alegria, o medo em coragem, o ressentimento em coração limpo, e assim por diante.

 

Foram descobertos pelo Dr. Bach entre 1920 e 1930, na Inglaterra, mas são utilizados até hoje por diversos terapeutas da medicina complementar e alternativa.

A terapia floral age nas emoções, partindo da ideia de que todo desequilíbrio físico é decorrente de uma desordem emocional. 

O remédio floral atua nos corpos mais sutis (mental e emocional), despertando potencialidades latentes e expulsando emoções negativas como medo, ódio e indecisão e, assim, acionando reservas internas de autocura.

Em razão da sua atuação, os florais também funcionam como excelente preventivo de males que podem se instalar a nível orgânico/físico.

 

 

 

Os método desenvolvido por Bach envolve 38 tipos de florais, que constituem essências com eficácia em diferentes tipos de emoções, como será mostrado detalhadamente a seguir. Existe também o Rescue, essência de 5 flores que é usado em emergências.  O objetivo dos florais é tratar a pessoa, e não a doença e seus sintomas.   As essências atuam na condição emocional do indivíduo afetado. Assim, 2 pessoas que apresentam a mesma doença podem ser tratados de maneira diferente. Podem ser usadas junto a outros tratamentos, pois não causam efeitos colaterais. Exercício: Leia as perguntas e descrições abaixo e anote, de 0 a 10 o quanto se identifica com cada uma.
Depois leve as informações a um terapeuta floral.
Este é um dos elementos que ele vai levar em conta pra lhe dar o melhor floral para o momento.
O terapeuta tem um longo treinamento, que permite identificar com mais facilidade o que você está precisando.

 

 

1. AGRIMONY - Dificuldade de expressar e liberar emoções. Trancados em si. - Ansiedade, infelicidade, tortura interna.
2. ASPEN: medo, mau pressentimento, dor no peito, medo de feitiçaria. Sente que algo ruim vai acontecer, mas não sabe o que.
3. BEECH – Crítica excessiva, mania de julgar os outros exagerar sobre os fatos, intolerante, onipotência. Para quem precisa ter mais compreensão com os outros.
4. CENTAURY - Submissão, fragilidade, dificuldade de dizer não – Falta de iniciativa e na fraqueza em horas decisivas - Ajuda o indivíduo na buscar o seu eu interior se tornando mais positiva e mais ativa.
5. CERATO: - insegurança, falta de autoconfiança. Buscam constantemente a opinião e orientação dos outros .
6. CHERRY PLUM (CEREJA): Medo de perder o autocontrole descontrole, explosões de raiva, tentativa de suicídio, movimentos incontroláveis, enurese noturna.
7. CHESTNUT BUD - Não consegue aprender com as experiências da vida, não aproveitam as oportunidades. Continua repetindo os mesmos erros. Falta de memória, ignora o passado.
8. CHICORY – Quer superar o egoísmo e a possessividade, a crítica excessiva Superprotetores, excesso de zelo, medo de ficar só.
9. CLEMATIS : Falta de interesse pela vida, sonhador, mãos frias, fantasias, ilusões, ausência. Dificuldade de concretizar objetivos. Para resgatar a capacidade de atenção no presente
 

 

10. CRAB APLE – Obsessão por limpeza. possessividade. Para manter o controle para reverter situações que estão em desordem. Ideal para limpeza interior. Útil em resfriados, febre, obsessão por limpeza, hipocondríacos. Uso externo em micoses.
11. ELM –Exaustos, fraqueza ocasional, inabilidade, falhas. "Brancos". Sobrecarga de obrigações. Se sente oprimido. Espera fazer algo importante na vida e que será benéfico para o mundo.
12. GENTIAN: - Apegados ao passado, animais de estimação, empregos, perdas, dúvida, depressão ocasional, sensação de vítima. Se sente desencorajado. Desanimado. Foco no negativo
13. GORSE - Falta de esperança, desânimo, pessimista. Não confia no próprio potencial para reverter situações complicadas. doença crônica, Se sente "caso perdido".

 

 

14. HEATHER - Fica falando o tempo todo sobre si mesmo , carência afetiva, narcisista, centrado em si mesmo. Busca companheirismo. Se sentem sózinhos e infelizes. Falta de concentração.
15. HOLLY - Ciume, Inveja, Vingança, suspeita, irritável, raiva, ódio, inveja, coração de pedra, falta de senso de humor, mau humor.
16. HONEYSUCLE -Vive no passado, abandonado, órfão, saudoso, solitário, só lembra dos bons tempos. Permanece ligadas  às memórias de perda de parentes ou amigos, ambições que não realizaram.

 

 

 

17. HORNBEAN  - Exaustão mental, estafa, fadiga. Busca equiíbrio, poder, força e determinação para trabalhar. Procrastinação e dúvida das próprias habilidades.
18. IMPATIENS – Irritação, impaciencia, não gostam de perder tempo. Falam e pensam rapidamente. São tensos. Impacientes com os mais lentos.
19. LARCH - Insegurança, falta de confiança, esperando sempre falhar. Se sentem incapazes e menos que os outros. Adoece com facilidade. Busca  força e determinação para um crescimento forte e sadio
20. MIMULUS  – MEDO:  de doenças, dor, desgraças ou acidentes, de ficar só. Timidez, envergonhado
21. MUSTARD – Deprimido, melancólico, noite escura da alma.  tristeza quase de forma profunda, desesperada ou depressiva. depressão endógena,  sem causa, TPM, tudo cinza.
22. OAK - Empreendedor, "Workaholics", cansado, mas incansável, perseverante. Luta por uma desabilidade crônica ou doença. Esquece-se de ter o lazer suficiente.
23. OLIVE - Cansaço e o esgotamento mental e físico. Sentem-se fatigado, sem forças para levar as coisas adiante. Exausto, num período estressante decorrentes de crises, problemas de saúde e separações  
24. PINE (Pinus sylvestris) – -Culpa e baixa autoestima, autoexigentes, insatisfeitos Quer limpar e clarear obstrução nos segmentos físico e/ou mental Acham que podiam ter se saído melhor.  Podem perder a alegria de viver. Quer confiar nas suas potencialidades e continuar perseverante no trajeto da vida
25.RED CHESTNUT - Muito preocupados com os outros,  aborrece-se facilmente, preocupação excessiva, sempre imagina coisas ruins.
26. ROCK ROSE:  - Pânico, terror, susto, sensação de morte. Medo de viajar. Às vezes acha que não existe saída?  Precisa de coragem para  enfrentar situações difíceis e correr riscos.Treme ao estar em situações difíceis ou inesperadas  Precisa  superar o medo noturno, e aprofundar o sono. 
27.ROCK WATER -Auto-exigente, perfeccionista, moralista, idealista, sensação de ser sempre reconhecido, rigidez, combate o prazer e a felicidade, fanatismo, vegetariano, etc. Negam-se alegrias e prazeres da vida, se estes interferirem com  seus objetivos.
28. SCLERANTHUS Indecisão. Apresenta dificuldade em decidir entre duas coisas, de modo a trazer claridade e abertura para a percepção.  instabilidade, incerteza, ciclotimia
29. STAR OF BETHLEHEM - Traumas, choques físicos e emocionais. Teve acidente ou perda de um ente querido? Para queimaduras, frustrações, depressão, cicatrização. Limpar a mente.
30.SWEET CHESTNUT - Angústia profunda, tristeza, sentimentos de isolamento, medo de colapso. Gostaria de encarar a verdade e realizar mudanças importantes para seguir a vida adiante 
31. VERVAIN Inflexíveis, idéias fixas, entusiasmados e hiperativos. Muito bom para combater o estresse.  Luta pelos ideais, nunca desiste, não sabe relaxar.
32. VINE Busca impor suas vontades sobre os outros  Dominador, líder, ambição, egocêntrico, vaidoso, sádico, dono da verdade, cruel com terceiros, 
33. WALNUT Se sentem ameaçados por influencias externas.  Ajuda em momentos críticos.  Bom para terapeutas ou quando vai à um ambiente pesado.
34. WATER VIOLET Necessita tomar decisões muito importantes na vida? Gosta de fazer coisas do seu próprio jeito e preferem ficar sozinhos.  Solitário, reservado, arrogante, polido, problemas de relacionamento, fechado, não demonstra sentimentos.  
35. WHITE CHESTNUT - Para acalmar e a clarear a mente e pensamentos repetitivos e obsessivos. Bom para dor de cabeça, depressão, irritabilidade. insônia, falta de concentração. Dificuldade em aprender com erros do passado. 
36. WILD OAT - Incerteza de qual caminho seguir, sempre mudando de objetivos,  sempre procurando objetivos, cansaço. Para clarear propósito de vida.
37. WILD ROSE - Apatia, resignação, impotência, desânimo. Exaustão e  falta de vontade de buscar  e lutar por aquilo que deseja. 
38. WILLOW – Amargura, ressentimento, mágoas, autopiedade e negatividade. Se sentem injustiçadas e vítimas. O floral vai ajudá-la a ter uma atitude positiva, assumindo plena responsabilidade por suas experiências.
 RESCUE - Remédio emergencial Desestruturação, emergência, pânico, pane Sustos, acidentes, notícias muito preocupantes, Grandes alterações de humor, revolta. Situações crônicas e sérias de perigo. Perda intensa de energia

 

A terapia com florais de Bach é legalmente reconhecida?

Atualmente, a terapia floral recebe o aval da Organização Mundial de Saúde (OMS),
que avalia os florais como um método seguro e eficiente para o autocuidado.

Porém, a OMS reconhece os florais de Bach como uma terapia complementar
 e não como medicamento propriamente dito, deixando claro que eles não devem substituir as indicações médicas em casos de tratamento de doenças. 

No Brasil, como floral não é considerado remédio, ele não está sob a supervisão da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) MAS sob jurisdição do Ministério da Agricultura, sendo definido como complemento alimentar.

A terapia floral é reconhecida pelo Governo Federal e foi incluída no Sistema Único de Saúde (SUS) como uma das Práticas Integrativas e Complementares (PICS) adotadas para tratamento de pacientes da rede pública de saúde.

 

Existem outros sistemas de florais, que em alguns casos podem ser necessários e adequados.
Para uma prescrição mais certeira e eficaz, recomenda-se sempre a Orientação de um terapeuta floral com treinamento e certificação, pois estará aparelhado com técnicas que permitem um diagnóstico preciso e uma sequência passo a passo para alcançar os objetivos de maneira mais completa.

 
Aqui você tem um questionário de autoconhecimento que poderá responder em um atendimento on line. converse conosco.

Este método dará mais resultado, integrando-se à outros,
como a a Psicoterapia, a PNL, a Hipnose e outros que utilizamos.
Retorne para a página principal, clicando abaixo:

                               www.sabbi.com.br/psicoterapia-breve